O que é o mercado de opções?
trader-operando-com-opcoes
Trader Operando no Mercado de Opções

O que é o mercado de opções?

Não são só de Ações que vive a Bolsa de Valores, nela existem diversas opções de investimentos…E por falar em Opções, você já ouviu falar nesse mercado? O Mercado de Opções?

Nele são negociados direitos e deveres sobre ações, índices ou outros ativos, por isso fazem parte do mercado de derivativos, ou seja, é um ativo deriva de outro, e se referencia nele para a precificação. Os compradores das opções, também chamados de titulares, são aqueles que, ao pagarem o prêmio da opção, adquirem o direito de comprar ou vender uma ação. Os vendedores, conhecidos como lançadores, atuam na ponta contrária, assumindo a obrigatoriedade de comprar ou vender a ação.

Tipos de Opções

As opções podem ser de Compra ou de Venda. No caso da opção de Compra, conhecida como Call, o titular da opção tem o direito de comprar um determinado ativo por um determinado preço, comumente chamado de “strike”, e, em contrapartida, o vendedor assume a obrigação de vendê-lo, caso o titular exerça seu direito de compra. Já com a opção de Venda, também conhecida como Put, o comprador adquire o direito de vender certo ativo, por um preço preestabelecido, numa data predeterminada. Analogamente, o lançador da Put tem a obrigação de comprar o ativo, caso o titular exerça seu direito de vender.

Existem dois tipo de Opções: as Americana e Europeia. As opções do tipo Americana concedem ao comprador o direito de exercer a opção em qualquer dia do exercício, ou seja, um dia após a aquisição até o dia do exercício. No caso da opção Europeia, o titular só pode exercer seu direito na data do vencimento.

Opção de venda

A opção de Venda é muito utilizada como um instrumento de proteção contra variações de preços. Traçando um paralelo simples, quando uma pessoa quer proteger seus bens contra roubo, furto, incêndio, etc., faz um seguro, e para tal paga um prêmio. Por outro lado, uma seguradora assume o risco. De forma análoga, na ausência de seguros contra oscilações de preços, os investidores compram opções de Venda para protegerem seus investimentos caso ocorra uma queda do preço daquele ativo em um momento futuro.

Em contrapartida, outros investidores, que acreditam que os preços irão oscilar em direção contrária, ou seja, assumir um movimento ascendente, de valorização, assumem o risco, vendendo a Put (opção de venda). Ou seja, na analogia com os seguros, o investidor que vendeu a opção de Venda se portou como a seguradora e, para isso, recebeu um prêmio, que é o preço da opção.

Opção de compra

As compras também podem ser especulativas. Por exemplo, se o investidor acredita na alta de uma ação, ele pode comprar uma opção de Compra (Call) que tenha esta ação como referência. Caso esta ação se valorize, haverá um movimento de igual magnitude ou maior no preço da opção, gerando os ganhos de alavancagem que as opções permitem. Vale ressaltar que, por ser um mercado especulativo, as opções são muito voláteis.As estratégias utilizadas com opções serão abordadas em outros posts.

Liquidez e prazo de vencimento de uma Opção

Cada opção tem seu período determinado de existência, com data preestabelecida para seu encerramento, quando ocorre o chamado Exercício. A aquisição de uma opção é feita através do pagamento de um prêmio, que é bem inferior ao valor da ação objeto e passa a ser negociado normalmente em Bolsa, muitas vezes com maior liquidez que seus ativos de origem.

No caso das Opções do Tipo Americana, a liquidez é diária, sendo assim é possível “encerrar a sua posição” antes do vencimento. Outro ponto que vale atenção é que o comprador das Opções tem o DIREITO de exercer a compra, já o vendedor tem a OBRIGAÇÃO de consolidar a venda na data do vencimento, caso o comprador queira exercer o seu direito. Por isso é obrigatório que o vendedor tenha o ativo propriamente dito para ser vendido caso necessário, já o comprador, como está adquirindo um direito de compra, não precisa tê-lo, sendo necessário pagar apenas o prêmio.

As opções negociadas aqui no Brasil têm o seu vencimento sempre na terceira segunda-feira de cada mês, de acordo com o mês referente àquela Opção. 

Como operar no mercado de Opções

O código da opção é formado pelo código da ação, mais uma letra referente ao mês de exercício e um número que corresponde ao preço. Sendo assim, PETRE20 é o código da opção da Petrobras (PETR), com exercício em maio (E) ao preço de R$ 20,00 (Strike). O mês de vencimento é representado por uma letra, a qual obedece a seguinte ordem para opções de Compra e Venda, respectivamente: janeiro (A e M), fevereiro (B e N), março (C e O), abril (D e P), maio (E e Q), junho (F e R), julho (G e S), agosto (H e T), setembro (I e U), outubro (J e V), novembro (K e W) e dezembro (L e X).

O Mercado de Opções se mostra muito atraente, principalmente, para os investidores mais arrojados, devido à sua grande volatilidade, o que significa que, tanto pode proporcionar ganhos expressivos quanto perdas relevantes. As opções permitem uma vasta gama de estratégias e isto será tema de outros post aqui no Blog MyCAP. Fique atento às nossas redes sociais e saiba quando publicamos novos conteúdos.

Compartilhar:FacebookTwitter

Deixe uma resposta

Invalid OAuth access token.
%d blogueiros gostam disto: