Como a reforma tributária proposta por Biden nos Estados Unidos impacta o mercado?
Como a reforma tributária de Joe Biden nos EUA afeta o mercado. Por Marcos Saravalle

Como a reforma tributária proposta por Biden nos Estados Unidos impacta o mercado?

Presidente norte-americano vai propor imposto de 39,6% sobre ganhos de mais ricos

Muito se ouve sobre a reforma tributária norte americana, mas poucos sabem o que realmente ela impacta. São inúmeros os fatores que fazem necessária a mudança nesse modelo de tributação: desde a melhora na distribuição de renda e diminuição das desigualdades sociais, até um possível recuo no desemprego do país. Mas, como nem tudo são flores, a inflação também pode ser pautada quando se fala em diminuição do desemprego.

A Curva de Phillips, teoria criada na década de 1960 pelo economista William Phillips, descreve bem essa relação inversa. Podemos dizer, superficialmente, que quando se tem uma diminuição na taxa de desemprego, há um aumento na inflação, isto porque, quando há mais pessoas empregadas, mais moeda está em circulação, então a propensão ao consumo é elevada, aumentando os preços dos produtos. O poder de barganha de quem busca emprego também é afetado, já que a disponibilidade de oferta de mão de obra é ampliada, motivando a menores salários.

A Reforma Tributária, por sua vez, pode aumentar o excedente dos empregadores e consumidores, ocasionando em um possível aumento da produção e, consequentemente, na empregabilidade, gerando elevação nos preços. Por outro lado, é possível que haja a diminuição neste excedente, causando o inverso.

No que consiste a proposta de Joe Biden?

No começo do mês, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, propôs uma Reforma Tributária, ligada às empresas americanas. O democrata nomeou o projeto como “The Made in America Tax Plan” e consiste em adotar um imposto mínimo global para as companhias, com o intuito de evitar que corporações multinacionais mudem os lucros e empregos para países que possuem impostos mais baixos. 

Mudanças no mercado de ações americano?

O democrata também irá mexer no bolso dos investidores, já que deve dobrar os impostos dos mais ricos do país, através dos ganhos de capitais. A medida afetará, no entanto, apenas 0,3% da população, ou seja, aquele cidadão que ganha mais de US$ 1 milhão ao ano. Atualmente, os ganhos de capitais e os salários são taxados diferentemente. O máximo que os contribuintes pagam sobre ganhos de capital é de 20%, Biden quer aumentar para 39,6%.  A alíquota de imposto de renda também será elevada, de 37% para 39,6%. Já o imposto de renda para as corporações subirá de 21% para 28%.

No ano de 2017, o republicano reduziu a tributação das empresas nos Estados Unidos de 2% para 1% do PIB, sendo que a média dos países pertencentes à Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) é de 3,1%. Além disso, em 2019, na gestão de Donald Trump, 71% da renda dos mais ricos dos Estados Unidos eram oriundos de ganhos de capital.

A ideia da equipe de Joe Biden é usar o dinheiro arrecadado desses milionários para investimentos em educação pré-escolar universal, assistência infantil e licença remunerada para trabalhadores.

Tal mudança afeta diretamente os investidores mais ricos, sendo tributados em quase o dobro do que era anteriormente. A tributação incide na venda de ações e imóveis e terá taxação dos dividendos.

Governo sustentável?

Uma das pautas abordadas no pacote tributário diz respeito à troca de subsídios à energia fóssil por incentivos à energia limpa. É estimado que essa mudança nos subsídios para companhias de combustíveis fósseis provoque um aumento de US$ 35 bilhões aos cofres americanos.

Como fica a bolsa de valores?

Após o anúncio da proposta na quinta-feira (22/04), as ações dos principais índices americanos desempenharam negativamente, recuando aproximadamente 1%. O Ibovespa, pressionado pela notícia, encerrou em queda de 0,58%, mas seguradas pelo avanço das commodities. O bitcoin também sentiu os impactos do noticiário, apresentou quedas acentuadas, indo abaixo dos US$ 50 mil.

É notório que, nenhum investidor fica contente ao pagar impostos, porém, esse mau humor do mercado não deve ter efeitos duradouros no longo prazo. Os setores devem se aquecer com os novos gastos governamentais, mas é preciso ficar atento à inflação, – apesar do país apresentar recorrentes taxas de inflação próximas a 2% – porque, se por um lado o humor do investidor é fácil de recuperar, a alta nos preços não é tão fácil assim…

Compartilhar:FacebookTwitter

Deixe uma resposta

1 comentário

MyCAP Power Broker APP

É a ferramenta ideal para quem quer acompanhar o mercado em tempo real de qualquer lugar.

MyCAP Power Broker APP
%d blogueiros gostam disto: