Coisas que todo investidor de primeira viagem precisa saber
começar-a-investir-e-mais-facil-do-que-voce-pensa

Coisas que todo investidor de primeira viagem precisa saber

Investir na Bolsa, Tesouro Direto, Fundos Imobiliários, BDRs, Renda Fixa, Renda Variável…São tantas possibilidades que, por mais que seja excelente ver o mercado atendendo a todos os perfis, essa “sopa de letrinhas” acaba afastando os investidores mais iniciantes, fazendo surgir perguntas como: será que é seguro? Vou perder dinheiro? Devo continuar na Poupança mesmo tendo pouco rendimento? Se esse for o seu caso, pode respirar aliviado(a) que nesse artigo abordaremos as principais coisas que todo investidor(a) de primeira viagem precisa saber.

Que coisa é essa chamada investimento?

Coisas é uma palavra tão abrangente, mas também popular no nosso cotidiano, ela transforma algo complicado em fácil, palatável, e é isso que iremos fazer, descomplicar o economês de uma forma simples e direta. Então, a primeira coisa que abordaremos é….

Seu vizinho, colega de trabalho e talvez o seu gato, estão investindo, mas não tem problema ser um investidor de primeira viagem

Por mais que a frase desse título tenha um viés cômico, ela reflete a realidade (não a parte do gato, eles não conseguem abrir conta em uma corretora), só neste ano tivemos um crescimento expressivo de investidores na Bolsa, de acordo com dados da própria B3 (Bolsa brasileira), em 2020 passamos dos 3 milhões de investidores.

Tem espaço para crescer? Com certeza! 3 milhões são menos de 2% da população brasileira. Estima-se que, por exemplo, mais de 60% da população Norte Americana tem investimentos em Bolsa, então ainda falta um longo caminho para a gente, mas chegaremos lá!

Como me preparar para entrar no mundo dos investimentos sendo um investidor de primeira viagem?

Existem algumas “boas práticas” que, quando seguidas, deixam o investidor de primeira viagem mais confortável para a tomada de decisões na hora de montar uma carteira de investimentos. Uma das mais indicadas para se começar é a famosa “Reserva de emergência”, que nada mais é que manter parte do seu dinheiro reservado para eventualidades, com o intuito de não ter a necessidade de mexer no seu capital investido em um momento de aperto.

Afinal, existem investimentos que, se você tiver que retirar seus recursos em um prazo curto, pode acabar perdendo dinheiro ao invés de ganhar, e isso inclui até os investimentos mais conservadores. Tempo é dinheiro!

Por isso é essencial que você tenha essa reserva para deixar o seu dinheiro investido lá, guardadinho, e tirar somente na hora certa! Estima-se que o ideal é ter, pelo menos, 6 meses dos seus gastos mensais guardados. Mas isso fica a critério de cada um, sinta-se confortável e faça suas contas para criar a sua reserva.

Tenho que deixar a minha reserva de emergência parada na conta do banco?

A resposta é (que rufem os tambores) : não, não precisa! E a palavra-chave para isso é “liquidez”. Liquidez é o prazo de resgate do seu investimento. Basicamente, se você tiver um ativo com liquidez D+1, significa que no dia seguinte da solicitação do resgate você terá o dinheiro disponível na sua conta da corretora. Todo investimento possui prazo, é só ter atenção a esse ponto na hora de investir.

Mas…O que é uma corretora de valores?  

Uma corretora de Valores é uma instituição financeira responsável por manter a custódia dos seu ativos, ou seja, dos seus investimentos, e por fazer a ponte entre os investidores e os emissores desses ativos. Ela funciona como uma vitrine, onde você encontra uma diversidade de opções de títulos para que  escolha o que mais combina com você.

Todas as corretoras de investimentos são iguais?

Os produtos disponibilizados pelas corretoras não necessariamente são os mesmos. Por exemplo, existem Fundos de Investimento que você encontra na MyCAP, mas pode não encontrar em outras. Além disso cada corretora disponibiliza ferramentas exclusivas de negociação de ativos. Aqui na MyCAP nós temos o Power Broker e o Power Broker APP, nossas plataformas de negociação seguras e confiáveis. Essas ferramentas são conhecidas no mercado como “Home  Broker”.

Também existem outras particularidades, como os conteúdos que a corretora divulga e oferece para você! No caso da MyCAP temos os nossos relatórios, carteiras sugeridas, panoramas econômicos, Blog, redes sociais e muitas outras fontes de conteúdos relevantes, perfeitas para o investidor de primeira viagem e para o mais experiente.

Desse jeito fica fácil a escolha! Abra já a sua conta, é grátis!

Bolsa de valores

“Conheço pessoas que ganharam  muito dinheiro na Bolsa, mas também ouvi outras dizendo que perderam tudo: vale a pena investir na Bolsa?” É inevitável falar de investimentos e não citar a Bolsa de Valores. As Bolsas de Valores são resposáveis por gerenciar a compra e venda de diversos títulos mobiliários, dentre eles as famosas Ações das empresas.

Em termos básicos, Ações são ativos que te dão direito à uma parcela na sociedade de uma empresa: se essa empresa vai bem, suas Ações valorizam e podem gerar outros proventos, mas o contrário aqui também é válido.

As Ações são ativos de Renda variável, ou seja, dependem de diversos fatores no mercado, isso pensando em macro e microeconomia.  Por isso são variáveis, pois passam por muitas influencias e variam de preço constantemente, então são investimentos que precisam de mais atenção e cuidado do que a renda fixa ou o Tesouro Direto, por exemplo. Mas possuem um excelente potencial de crescimento se seus investimentos nelas forem feitos de forma pensada e estratégica.

Por isso, se você estão começando agora, talvez o caminho ideal seja focar em ativos menos voláteis, que te deem mais segurança e folga para quando você absorver informação e experiência o suficiente para focar em investimentos com maior margem de risco, como a Renda Fixa, por exemplo, mesmo que isso signifique menores possibilidades de ganhos em um primeiro momento.

Renda Variável e Renda Fixa

Tá bom, esses termos apareceram em vários momentos do texto. Mas afinal, qual a diferença entre a Renda Variável e a Renda Fixa? O próprio nome destes ativos já dão uma alusão sobre o que se tratam: no caso da Renda Fixa você sabe exatamente o valor que receberá no vencimento do seu título…Bom, nem sempre extamamente, mas ao menos consegue ter uma boa previsibilidade.

Isso porque os títulos de renda fixa podem ser pré ou pós fixados. No caso do prefixado você saberá o valor exato que receberá, já o pós-fixado depende de um indexador, como a SELIC, CDI ou IPCA e normalmente vem acompanhado de um “plus”.

tesouro-direto-my-cap

Ex: no caso do TESOURO IPCA+ 2045 você receberá, no vencimento do seu título, o rendimento de 4.01% + a variação do IPCA. Bom né?

Exemplos de títulos de Renda Fixa

-Tesouro Direto
-CDB
-CRI/CRA
-LCI/LCA
-LC
-Debêntures
-Fundos de Investimentos em Renda Fixa

Já a Renda Variável é composta por ativos que variam de acordo com tendências de mercado, portanto são investimentos mais voláteis e dependem de diversos fatores, impossibilitando assim uma  previsão certeira do retorno.

Claro que é possível mitigar riscos e até mesmo ter uma certa previsão de retorno através da análise de dados, leitura de relatórios e observação do cenário político/econômico, inclusive você encontra ótimos materiais sobre isso aqui na MyCAP, até mesmo a nossa carteira de Ações sugeridas. Mas, por terem esse viés variável, são ativos que costumam bonificar de forma satisfatória quem faz o dever de casa na hora de investir.

Exemplo de ativos de Renda  Variável

-Ações
-Fundos Imobiliários
-Futuros
-Termo
-Opções
-ETF
-Fundos de investimento (ações, criptoativos, multimercado, por exemplo)

home-broker-my-cap

Esse é o nosso ambiente de negociações de Renda variável.

Então, por onde devo começar a investir?

Será que devo focar só na Renda Fixa? Ouvi falar sobre Criptomoedas! Como eu opero em minicontratos futuros? Quais são melhores investimentos para o investidor de primeira viagem?….ME AJUDA, MyCAP!  Sim, nós somos bombardeados de informações diariamente, e esse excesso pode acabar confundindo mais do que ajudando e talvez a explicação para isso seja que não existe um padrão ou uma fórmula mágica para começar a investir dentro desse universo de possibilidades.

Há pessoas que começam a investir em Opções ou Minicontratos, por exemplo, que são investimentos mais avançados. Seja porque conheceram alguém que ensinou sobre o assunto ou até mesmo a operar com esses tipos de ativo, ou fuçando diversas fontes de informações até chegar lá. Não que sejam investimentos difíceis, muito pelo contrário, mas é raro ver alguém começando com eles.

O importante é começar investindo em algo que te deixe confortável e que você domine minimamente bem, o resto vem com o tempo, através de pesquisa e informação de qualidade!  

Mas como saber qual investimento combina com meu objetivo? Conheça seu perfil de investidor

Durante o processo de abertura de conta em uma corretora temos que preencher um formulário chamado de “Suitability”, esse formulário é um passo obrigatório, estipulado por instituições reguladoras, que todo investidor de primeira viagem deve fazer antes de ingressar no mundo do mercado financeiro. Ele é essencial, pois te ajuda a ter um direcionamento de investimentos que combinam com o seu perfil, ele é o famoso perfil de investidor!

Basicamente há três possibilidades de resultados:

Conservadores: Não se expõem ao risco e não dão margem para o erro, optando por investimentos mais seguros e que dão retorno no longo prazo, como o Tesouro Direto e a Renda Fixa.

Moderado: Aceitam correr mais risco em troca de uma rentabilidade melhor, mas não abrem mão da estabilidade. Normalmente mantêm uma carteira bem equilibrada entre a segurança e ativos que podem dar melhor resultado, mas que estão mais sujeitos à volatilidade do mercado.

Arrojado ou agressivo: Têm maior conhecimento sobre o mercado financeiro e ativos que podem dar um retorno melhor, inclusive em prazos curtos e em operações rápidas. Dessa forma se expõem mais ao risco e utilizam recursos avançados, como a conta margem, para alavancar operações.   

Reformulando a pergunta: como começar a investir com pouco dinheiro?

Aí é que está, não existe pouco dinheiro para começar a investir! Você pode começar a investir com R$30 no Tesouro SELIC (isso sem falar em outras operações, como a compra de lotes fracionados de Ações ou Minicontratos). O pouco dinheiro de hoje pode virar o muito dinheiro amanhã.

O importante mesmo é manter a constância nos seus investimentos e o foco nos seus objetivos! A propósito, tenha sempre objetivos claros na hora de investir, seja uma viagem, comprar um carro ou até mesmo a sua aposentadoria, eles te ajudam a manter o foco!

Como investir na prática

Lembra que falamos que toda corretora funciona como uma vitrine de produtos? No caso da MyCAP nós temos produtos e ferramentas essenciais para qualquer investidor. Você pode ter acesso a todas essas possibilidades de investimentos na área do cliente, ou seja, área logada. A partir dai é só acessar o menu “invista” e escolher aquele investimento que você está de olho. 

renda-fixa-my-cap

“Estou com interesse em conhecer produtos de Renda Fixa”. Basta clicar em “Renda Fixa” e ter acesso a um menu com todas as possibilidades disponíveis. A partir daí depende da sua estratégia (você pode optar por investimentos com baixa liquidez, por exemplo, ou por ativos com maior rentabilidade).

titulos-de-renda-fixa-my-cap

Depois é só clicar em “Investir” e seguir o passo a passo! Pronto, é só isso, e já pode se considerar um investidor(a)!

Check-list do investidor de primeira viagem

•Invista em ativos que têm a ver com seu perfil e que te tragam conforto

•Entenda que o resultado leva tempo

•Tenha constância, dessa forma você vai aumentando seu bolo e fazendo o dinheiro trabalhar de forma independente

•Procure a corretora que te entregue os melhores conteúdos e as ferramentas essenciais que você precisa para investir! (Dica de amigo, vem para a MyCAP!)

Gostou desse artigo? Você pode abrir a sua conta agora, e o melhor, sem pagar nada por isso. Aqui na MyCAP você não paga para abrir conta e ainda tem acesso a diversos conteúdos gratuitos, como estse!  Comece já a investir com a Corretora que investe em você!

Compartilhar:FacebookTwitter

Deixe uma resposta

MyCAP Power Broker APP

É a ferramenta ideal para quem quer acompanhar o mercado em tempo real de qualquer lugar.

MyCAP Power Broker APP
%d blogueiros gostam disto: