O que é o mercado de opções?
o-que-e-mercado-de-opcoes

O que é o mercado de opções?

O Mercado de Opções é uma categoria devidamente regulamentada no Brasil à qual o  investidor pode negociar o direito de compra ou de venda de um ativo financeiro em uma data agendada.

As Opções compõem os derivativos, pois derivam de ações, índices ou outros ativos, se referenciando neles para extrair a sua precificação. 

Com a fixação de prazo e preços, elas podem ser utilizadas como instrumentos de proteção ou maximização dos lucros na carteira de investimentos.

Se você já investe em ativos de Renda Variável e quer saber como o Mercado de Opções pode contribuir com os resultados das suas operações, continue a leitura!! 

Confira o que abordaremos sobre este assunto:

Como funciona o Mercado de Opções?
Características do Mercado de Opções
Quais são as diferenças entre Ações e Opções?
Como negociar no Mercado de Opções?
Opções Binárias x Opções: o que você precisa saber
Como começar a investir no Mercado de Opções
O que você precisa lembrar sobre o Mercado de Opções

Através deste conteúdo você terá acesso as principais informações sobre o Mercado de Opções. Siga com a gente!

Como funciona o Mercado de Opções?

O Mercado de Opções é constituído por investidores que compram (titulares) ou vendem (lançadores) o direito de adquirir ou vender ativos a preços e prazos predeterminados pela B3.

Esses direitos são negociados em formato de contratos também conhecidos como:

  • Opções de compra (Call): que concede o direito de comprar algum ativo a um determinado preço no vencimento ou exercício;
  • Opções de venda (Put): que fornece o direito de vender algum ativo a um determinado preço na data de exercício. 

Essas Opções podem ser Americanas, que permite que o comprador exerça a opção em qualquer dia do exercício; ou Europeias, em que o titular só pode exercer o seu direito na data do vencimento.

Ao adquirir um destes instrumentos, o titular paga o prêmio e ganha um direito. Agora, se preferir vender, ele recebe o prêmio, torna-se um lançador e tem um dever. 

Em outras palavras, o titular de uma opção tem o direito de comprar uma Call ou vender uma Put no preço do exercício (strike), enquanto o lançador tem a obrigação de vender a Call ou comprar a Put também pelo valor estabelecido.

Siga a leitura e confira os detalhes das Opções de compra e de venda:

Opção de compra (Call)

As Opções de compra assemelham-se ao “sinal” pago na compra de um imóvel. Ao comprar uma Call, o investidor paga um prêmio para garantir que no futuro ele terá o direito de comprar um ativo a um preço de exercício predefinido.

Neste tipo de Opção, o titular pode não exercer o seu direito, perdendo apenas o valor pago no prêmio. Isso é possível porque ele tem o direito, mas não a obrigação de exercê-lo. 

Opção de venda (Put)

Já a Opção de Venda funciona como um seguro. Os investidores compram Puts para se protegerem de quedas abruptas no preço dos ativos em um momento futuro. Por isso, essas Opções são muito utilizadas como um instrumento de proteção. 

Ao adquirir uma Put, o investidor também não é obrigado a exercer o seu direito. Contudo, ao decidir exercê-la, o vendedor ou lançador da opção de venda é obrigado a comprar o ativo pelo preço de exercício.

Características do Mercado de Opções

O Mercado de Opções é repleto de particularidades que merecem a atenção dos investidores. Confira algumas delas:

Prazo de vencimento e Liquidez de uma Opção

Cada opção tem seu período de existência e data de encerramento da operação, o chamado vencimento. Ele representa a data limite para que o investidor exerça ou não o seu direito. 

Desde 2021, o vencimento das Opções ocorre sempre na terceira sexta-feira de cada mês. Este, por sua vez, é representado por uma letra, obedecendo a seguinte ordem para as Opções de Compra e Venda:

MêsOpção de Compra Opção de Venda
JaneiroAM
FevereiroBN
MarçoCO
AbrilDP
MaioEQ
JunhoFR
JulhoGS
AgostoHT
SetembroIU
OutubroJV
NovembroKW
DezembroLX

Para facilitar, a Bolsa de Valores disponibiliza o calendário de vencimento de Opções sobre Ações e Índices de todo o ano.

Já o preço de uma Opção, ou seja, o prêmio, é inferior ao valor da ação (ativo-objeto) e ela normalmente possui mais liquidez. As Opções Americanas, por exemplo, possuem liquidez diária. Sendo assim, é possível encerrar a sua posição antes do dia do Exercício. 

Riscos do Mercado de Opções

A volatilidade é a grande vilã ou heroína do Mercado de Opções, o que, para ambos caminhos, exige cuidado, atenção e muito conhecimento por parte dos investidores.

Da mesma forma que esse mercado proporciona ganhos expressivos, os investidores também podem acumular prejuízos financeiros que ultrapassam o valor total investido. 

Algumas operações com alavancagem, por exemplo, podem levar ao endividamento. Isso explica porque as operações com Opções são destinadas a investidores experientes no mercado de renda variável e com perfil agressivo.

Quais são as diferenças entre Ações e Opções?

Basicamente, as Ações são pequenas frações do capital social de empresas de capital aberto negociadas na Bolsa Brasileira. Já as Opções, representam o direito de comprar ou vender uma Ação.

Outra diferença entre Opções e Ações é que as Opções possuem regras de exercício, com data para serem encerradas a um preço fixo preestabelecido, enquanto as ações não possuem prazo de vencimento.

Vale destacar que as Opções não possuem valor intrínseco, ou seja, um preço justo. Elas oscilam conforme o comportamento do ativo-objetivo. O que não acontece com as ações, visto que é possível calcular o seu valor real.

Como negociar no Mercado de Opções?

Os Contratos de Opções podem ser negociadas na Bolsa de Valores ou no Mercado de Balcão. Contudo, os listados na B3 são mais seguros, visto que a instituição assegura que as partes envolvidas cumpram o acordo. 

As Opções possuem um código específico, formado pelo ativo-objeto, a letra referente ao mês de exercício e um número que corresponde ao preço de Strike. 

Por exemplo, PETRE20 é o código da opção da Petrobras (PETR), com exercício em maio (E) ao preço de R$20,00. 

Exemplo de operação no Mercado de Opções

Imagine que você está diante de cenário de muitas incertezas e deseja proteger as suas Ações de uma possível risco de desvalorização do mercado. 

Para proteger suas Ações que estão sendo negociadas a R$50, você compra Opções de venda com preço de exercício de R$50. Se no vencimento, as Ações estiverem cotadas a R$40, você terá o direito de vendê-las a R$50. Assim, terá protegido suas posições. 

Caso o mercado tenha um movimento contrário, a ação se valorize e ultrapasse os R$50, exercer a opção não valerá a pena.

Opções Binárias X Opções: o que você precisa saber

As Opções binárias equivalem às negociações que apostam em uma única tendência do mercado. Elas tornaram-se conhecidas por apresentarem lucros expressivos no curtíssimo prazo.

Se por um lado os contratos de Opções têm prazo de vencimento que vão de uma semana a dois anos, as Opções Binárias podem durar de minutos a dias.  Isso faz com que elas tenham maior risco de perda financeira. Portanto, fique atento!

Embora as operações com Opções Binárias sejam comuns em alguns países, elas não são regulamentadas no mercado brasileiro pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Como começar a investir no Mercado de Opções?

Para começar a investir no Mercado de Opções, você precisa ter uma conta ativa em uma corretora de valores, como a MyCAP.  Através do Home Broker, você terá acesso às cotações e poderá montar as suas posições. 

Feito isso, defina a estratégia que deseja seguir e quais as ferramentas utilizar. Aqui na MyCAP, você conta com o Power Broker que lhe permite automatizar as suas ordens.

De qualquer forma, antes de fazer qualquer aplicação, revise o seu perfil de investidor e avalie se este tipo de negociação condiz com o seu nível de tolerância ao risco e horizonte de investimento. 

O que você precisa lembrar sobre o Mercado de Opções?

O Mercado de Opções atrai muitos investidores, especialmente aqueles com perfis mais arrojados, que buscam lucros significativos no curto prazo. 

Por outro lado, a grande volatilidade exige atenção e cuidado, tendo em vista que as operações com Opções podem levar a perdas relevantes no mercado financeiro. 

Esses instrumentos podem ser utilizados em inúmeras estratégias e diferentes carteiras de investimentos, que proporcionam desde ganhos com especulação a proteção do patrimônio.

Portanto, se você gostou deste material e quer saber mais sobre o mercado de renda fixa e variável, acompanhe o blog da MyCAPSiga com a gente e tenha acesso a conteúdos sobre economia e educação financeira.

Aqui na MyCAP, você investe o seu dinheiro com facilidade e segurança

Você conhece a  MyCAP? Conte com a isenção de corretagem e abra a sua conta.

Talvez você também queira saber sobre:

Otimize suas operações na Bolsa com ordens programadas
Como declarar os investimentos no Imposto de Renda em 2022

Compartilhar:FacebookTwitter

Deixe uma resposta

MyCAP Power Broker APP

É a ferramenta ideal para quem quer acompanhar o mercado em tempo real de qualquer lugar.

MyCAP Power Broker APP
%d blogueiros gostam disto: